Estupidamente Aleatório RSS

Carhartt, Carhartt WIP, Estupidamente Aleatório, Podcast -

O Primeiro dos Estupidamente Aleatórios em Podcast e logo com a História da Carhartt e Carhartt WIP.

Clica para ouvir.

Ler mais

Estupidamente Aleatório, tecnologia -

E então aspirar a casa? Bom não é? Claro. Vejamos então o que temos por aqui que se possa comprar hoje e que não receba ordenado para aspirar a casa. Cá está, um Roborock S6. Ele limpã o chão todo, vai carregar a bateria quando é necessário, volta, limpa outra vez e está sempre numa boa, super tranquilo. Agora se o teu cão fizer o número 2 em casa enquanto o robot está a limpar ele passa-se. Mas passa-se mesmo, tipo espalhar aquilo por todo o lado e mais algum.

Ler mais

Estupidamente Aleatório, jardinagem, jardins, relvados -

Tudo começou há muito tempo atrás, quando ainda sonhava vir a ser o brilhante homem disfuncional que sou hoje. Podem correr e saltar, mas uma lustrosa relva mete um respeitinho do caraças e como dentro de alguns dias terei que passar a tratar de um jardim montei-me na minha amiga Internet para saber o que de melhor se está a fazer no mundo da alta jardinagem e manutenção de espaços verdes para depois recriar de forma medíocre.

Ler mais

Estupidamente Aleatório -

Não sei como eram as festas de família quando vocês eram humanos pequeninos, mas nas minhas havia sempre Gipsy Kings. Sempre, sagradinho!

Era um tempo em que se podia subornar forte e feio com sapatos e coisas afins, toda a gente andava com ombreiras nos casacos de couro castanho e penteados com tanta laca que abriram um buraco na atmosfera. Ir passear ao Furadouro ou Cortegaça montados num fantástico Fiat Tempra, Opel Vectra, Renault 19 Chamade ou até mesmo num VW Passat era um luxo. Esplanada da Ria com um Renault 21 Turbo, qualquer BMW ou num dos muitos GTIs do mercado no parque de estacionamento era turbo luxo, com ABS.

Ler mais

Estupidamente Aleatório, Realidade Virtual -

Em 2019 e com um financiamento a 50 anos qualquer humano com um trabalho consegue adquirir um computador e um capacete de realidade virtual. Neste mundo virtualmente real pode conduzir camiões, matar zombies, fazer operações, pilotar aviões e até andar a brincar à guerra como se estivessem mesmo lá apesar de estarem na sala de casa. Pessoalmente, o que mais me interessa são as corridas e admito que um bom simulador dê uma ideia de estar a correr na verdade por uma fracção do custo e com a possibilidade de correr de cuecas e de meias.   Mas vamos então ao...

Ler mais